O macaco bêbedo foi à ópera: da embriaguez à civilização

Afonso Cruz
Sin comentarios
No início... houve um macaco espertalhão que desceu da árvore para comer frutos caídos no chão, mais maduros, logo, mais doces, logo, mais fermentados, isto é, com um leve cheirinho a álcool. Outros macacos se lhe seguiram e, com o aumento das calorias consumidas, foi um passo até que lhes crescesse o cérebro, a coluna se endireitasse e as mãos se libertassem. Mais um passo... e estávamos a ir à ópera. A teoria que coloca o álcool na origem da evolução humana justifica a nossa insaciabilidade milenar. É dela que parte o escritor Afonso Cruz para este retrato inusitado da …
Leer más
Ebook EPUB
DRM:
Este formato no es compatible con Kindle
2.035 CLP

Títulos similares

Otros libros de este autor